Forum de cinema fantástico.


"Cowboy Games" (Bielorrússia, 1985) [cinema + videojogos]

Compartilhe
avatar
Zé da Adega
Ultimate Zombie
Ultimate Zombie

Número de Mensagens : 568
Pontos : 1934
Data de inscrição : 26/12/2014

"Cowboy Games" (Bielorrússia, 1985) [cinema + videojogos]

Mensagem por Zé da Adega em Seg Out 26 2015, 02:47



Desta feita trago uma curta-metragem bielorussa acerca de video-jogos de máquinas (de salão de jogos, vulgo "arcade games" em inglês), do ano 1985, muito à frente do seu tempo.



Este tópico/artigo será especial e diferente, devido ao "background" pessoal do meu velho hobby das máquinas de jogos, pois fui um dos programadores oficiais (contribuição muito modesta) dos emuladores RAINE e MAME de máquinas de arcadas, por volta de 1999-2000, e na mesma altura mantinha um site acerca da história dos jogos de máquinas. Criei vídeo-montagens de jogos para ilustrar a minha análise deste filme.



Esta curta-metragem de animação, feita durante a guerra fria pelo estúdio Belasrusfilm, da extinta República Socialista Soviética da Bielorrússia é simplesmente poderosa, profética e lindíssima de ver, enquanto obra de arte do cinema da animação, combinada com uma análise de videojogos pioneira e lindíssima.

Sobre este filme, eu não concordo com a ideologia moral acerca da violência dos videojogos, que é semelhante à ideologia que surgiu no futuro, dos puritanos religiosos americanos que "pregam" que jogos de computador vão contra os ensinamentos e moral lá do deus deles. Na verdade acho muito estranho e bizarro um país inimigo dos E.U.A. promover essa ideia absurda, anos antes dela ter surgido. Neste conceito o filme é pioneiro e à frente do seu tempo, mas de forma bizarra, estranha e inesperada.



Falarei disso depois, porque agora quero abordar o conceito futurístico de videojogos apresentado no filme.

Ora bem, este filme propõe quatro conceitos futurísticos de videojogos, impossíveis de concretizar em 1985, e eu irei mostrar quando eles surgiram historicamente, por ordem cronológica. Preparei vídeos dos jogos.


- Início da análise dos videojogos -

[Jogo I]


O primeiro conceito, mostrado no filme, surgiu em 1987 pelas mão da japonesa Sega, no jogo "Afterburner":

Imagens no filme:









Vídeo do jogo real do futuro (1987):


cg-ab-1a from Clips do Zé on Vimeo.



Comentário: O hardware da máquina custava entre 10.000-20.000 euros em 1987, com dois processadores Motorola MC68000 em paralelo, e placas gráficas experimentais de aceleração 2D, com sprite zooming e rotation, e isto simplesmente não existia em 1985.

[Jogo II]

O segundo conceito de jogo, mostrado no filme, foi concretizado pela japonesa Konami, no ano 1991, seis anos mais tarde, no formato arcade com o título "Sunset Riders".

Imagens no filme:







Vídeo do jogo real do futuro (1991):


cg-sr-1a from Clips do Zé on Vimeo.



[Jogo III]

Aqui temos o conceito de estratégia de "guerra termonuclear global", igual ao famoso filme "Wargames". O primeiro jogo a tentar este conceito foi o título "Global Domination", no PC, em 1998 (13 anos após o filme). Eu comprei o jogo na altura... custou 10 contos (50 euros) e não era grande coisa, mas foi o primeiro!

Imagens no filme:









Vídeo do jogo real do futuro (1998):


gdbase from Clips do Zé on Vimeo.



[Jogo IV]

Finalmente o quarto conceito envolve o jogador a disparar uma metralhadora da porta do helicóptero, a primeira vez que vi isto foi no jogo "Battlefield Play4Free" de 2011, mas poderá ter sido executado um pouco mais cedo, num dos títulos anteriores da "franchise" "Battlefield".

Imagens no filme:







Vídeo do jogo real do futuro (circa 2011) - Sou mesmo eu a jogar hehehe, eu também estive duas décadas à espera de ver este conceito concretizado, mas para mim chegou tarde pois já estou "velhote" demais para jogar:



- Fim da análise dos videojogos -

Em relação à curta-metragem, ela arranca com filmagens reais nos EUA, na fila da sopa dos pobres, a mostrar a miséria dos sem-abrigo. Afinal este é um filme de um país inimigo dos EUA, e tal como os filmes do "007 - James Bond" faziam propaganda contra a URSS, também aqui temos o reverso da medalha:







A estética da animação é similar àquelas bandas desenhadas para adultos, como os trabalhos do desenhador francês Enki Bilal, ou o famoso "Judge Dredd" das revistas de heavy metal dos anos 80. Eu acho isto muito bonito, do ponto de vista artístico.

O filme termina em grande violência, mas como referi anteriormente, sou pessoalmente contra essa ideia absurda dos videojogos fazerem mal. O que é bizarro é que esta ideia parva dos jogos provocarem violência, não existia ainda em 1985, pois os jogos da época ainda eram muito primitivos e simbólicos (realismo zero: os putos tinha de usar a imaginação para olhar para um quadrado e achar que aquilo era um gajo). Eu acho que a Bielorrússia, na sua obsessão em deitar abaixo os americanos, perdeu a noção da realidade, pois acho que na União Soviética não haviam as máquinas de jogos da Sega, Taito, etc. que existiam no bloco da NATO (como Portugal), e eles não percebiam muito bem a onda dos jogos.



O resultado é que a mensagem moral do filme fica alinhada com os malucos dos puritanos/fanáticos religiosos (que querem proibir jogos de computador), que surgiram no futuro. De certeza que as autoridades comunistas da Bielorrússia soviética, ideologicamente defensoras do ateísmo, nunca pretenderam vir no futuro a defender a posição lá dos "mórmans" (não sei como se escreve), cristãos protestantes fanáticos/doentes, beatas da aldeia, ou até de muçulmanos fanáticos... mas "merda acontece"! Enfim...



Para quem quiser ver a curta-metragem, está aqui no canal Daily Motion, do EUS347 (o maior perito mundial em animação de leste, eu adoro o trabalho do gajo!):

http://www.dailymotion.com/video/x26zdfp_cowboy-s-games-1985-kovbojskie-igry-belorussian-wordless-animation_shortfilms

Conclusão: Esta análise deu-me muito trabalho, mas como combina dois temas que eu adoro (jogos de máquinas e cinema de leste), foi um prazer escrevê-la. Espero que gostem, em particular o pessoal da minha idade que ia ao salão de jogos, nos anos 80! Poderei ter-me enganado nalguma coisa (se calhar haveria um outro jogo de cowboys mais relevante do que o "Sunset Riders"), mas enfim... Podem e devem comentar.

EDIT: Ainda não sei bem qual o melhor título para este texto, e tenho dúvidas se o coloquei, ou não, na secção errada do fórum.
avatar
Zé da Adega
Ultimate Zombie
Ultimate Zombie

Número de Mensagens : 568
Pontos : 1934
Data de inscrição : 26/12/2014

Re: "Cowboy Games" (Bielorrússia, 1985) [cinema + videojogos]

Mensagem por Zé da Adega em Qua Dez 16 2015, 10:58

Fiz agora uma pequena macacada de vídeo, acerca de jogos do ZX Spectrum da guerra fria. Razz



(Os jogos são:

- Raid Over Moscow (bom jogo da minha infância)
- Soviet (espanholada da Operasoft, que nunca joguei)
- Red Heat (um amigo meu gostava disso para dar cabeçadas com o Arnold Schwarzenegger, mas eu achava o jogo estúpido)
- Spitting Image (mais tarde nos anos 1990 essa empresa inglesa criou fantoches políticos para a TV portuguesa, "Contra-informação", etc.)

De que forma isto se relaciona com este tópico? Pois bem, no clip citei um comentário do You Tube, por um sujeito polaco, que na altura ficou perplexo com o conceito do jogo "Raid Over Moscow". Esse sujeito é da minha geração e ambos éramos crianças na altura. Mas enquanto os computadores Spectrum estavam à venda em lojas portuguesas, e para mim era normal o conceito dos russos serem os maus da fita, esse sujeito polaco só teve acesso a um Spectrum porque o pai dele o trouxe de Inglaterra, para "pesquisa universitária".

Há um outro comentador intrigado, que diz que os vizinhos da avó na Checoslováquia, tinham um Spectrum que alguém lhes enviou da República Federal Alemã.

Fonte: https://www.youtube.com/watch?v=EmUB0aW5G1Q

Mas o que é isto!? Que cenário dantesco... Eu em criança andei anos a ver Spectrums na montra das lojas, e a pedinchar um ao meu pai, até o ter... mas os meninos do bloco de leste só viam um Spectrum, caso alguém o trouxesse do outro lado da cortina de ferro, em circunstâncias dúbias?

Eu sei que existia muito contrabando de ZX Spectrum's na Russia, no mercado negro, mas uma coisa que não consigo descobrir e entender é se existiam salões de jogos na Europa de Leste, conforme o filme Cowboy Games deste tópico mostra nos EUA, concretamente na Bielorrússia que é o país de origem do filme. Epá! em Portugal já com 14 anos entrava à socapa nos salões, quando o empregado estava distraído, e ainda conseguia jogar um jogo, antes dele me por na rua (interdito a menores de 16 anos). Será que existiam salões de jogos, com máquinas da Namco, Sega, Taito, Konami, etc. na União Soviética? Ainda não descobri e por isso não entendo bem a onda desta animação do "Cowboy Games"... scratch study

Nota: Não sei se este clip interessa à rapaziada mais nova, que não viveu a era do ZX Spectrum. Embarassed

    Data/hora atual: Sab Out 21 2017, 22:16